segunda-feira, novembro 13, 2006

Transformação


Esgotado
Esquecido
Apagado
Em somente um dia
Virar a mesa
Encontrar a retidão
Do caminho tortuoso
De qual fujo
Procurar ternura
Candura
Vida
Realizar realidades
Irrealizadas

(desconheço a autoria da imagem)

13 leram:

Vera 1:18 PM  

Lindo o teu blog e maravilhosas as tuas palavras!
Adorei especialmente o "Sete Pecados".
Beijinhos!

Anônimo,  1:29 PM  

Todos apenas queremos ser felizes!...

Beijo grande.

Márcia(clarinha) 1:44 PM  

primeiro há de desatar-se amarras...
beijossssssss

Sara 2:26 PM  

Pq eu não conhecia ainda esse sítio bonito aqui?
bjs

cantabile 3:22 PM  

"Realizar realidades irrealizadas". Esse é um sonho que eu também gostaria de transformar em realidade.
bjs

Lino Resende 3:30 PM  

Ricardo:
Vim lhe fazer uma visita por estarmos, os dois, no destaque dos blogueiros.
Gostei do poema e também da imagem, que é muito bela.

Mônica Montone 4:08 PM  

Ricardo, querido, parabéns pela indicação na Gazeta! Estamos juntos por lá, por isso vim conhecer seu espaço ;o)

Adorei essa imagem e fiquei pensando que realizar é sempre difícil, seja o irreal ou o real, né? rs*

beijos e boa semana

MM

Claudia Perotti 4:33 PM  

Virar a mesa toda vez que por algum motivo nos apagamos. Mesmo que isso signifique fugir dos caminhos tortuosos e seguir rumo ao irreal!

Beijinhossssss

Vanessa 5:44 PM  

Oi!
Parabéns pelo Destaque no GB.
Adorei seu blog.
beijokas

redonda 10:27 PM  

Obrigada pelos Parabéns e pela visita que vim retribuir (primeiro fui ter a um outro blogue seu que também me pareceu interessante). Para já gostei do que vi aqui, mas vou ter de voltar com mais tempo, porque já está a ficar muito tarde.
Um beijinho e até à próxima visita.

João Áquila Lima dos Santos 5:59 AM  

gostei de mais do teu blog. parabéns!

Jéssica 3:16 AM  

Seria o popular dar a volta por cima.
Tal qual fênix.
Como diz a música de Jorge Vercilo e Flávio Venturini: 'Coisa pequenina, centelha divina, renasceu das cinzas. Onde foi ruína...'
Bjs

Saramar 9:12 AM  

Hummmm....
belos versos e fortes!
Não seria isso o que todos queremos?

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics