domingo, novembro 05, 2006

Horas

Vórtices que sugam
A pureza dos poemas
A clareza dos sonhos
A retidão do caminho
Horas, tempo

Perpetuam minha perda
Sugam a esperança
Envolvem-me nas suas linhas
Encurtam minha solidão

1 leram:

Jéssica 1:00 AM  

As horas passam, as obras ficam.
Nosso curto tempo é sugado com tamanha voragem, mas a esperança, não... essa permanece...
A vórtice pode fazer a gente alcançar mais depressa a vértice, então, tudo está valendo muito a pena...

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics