segunda-feira, janeiro 22, 2007

Transmigração


Matéria
Vil, mundana
Embrutecida
Dilapidada
Dura lápide
Caminho
Estreito, fútil
Danação
Sutil vento
Sopro invisível
Abre-me a visão
Vejo seres
Alados, iluminados
Trazem-me
A razão, em paz
De espírito

(Imagem: Olbinski, gentilmente cedida pela minha dileta amiga Dani)

15 leram:

Mônica Montone 12:20 AM  

Paz de espírito é raridade nos dias de hoje! Pérola preciosa..........

beijos, querido

MM

Daniele 8:25 AM  

Dileto Amigo,

Seres alados,
conduzem,
iluminam,
mostram
direção.
Momento
que a alma
anseia,
clama
mudanças.
Paz,
retidão,
fé, devoção,
repelem
matéria.
Espírito
eleito
dencanse
na paz.

Beijos na alma,
Da sempre amiga,
Dani

Anônimo,  10:27 AM  

Adoro a forma como brincas com as palavras! Com tão poucas dizes tanto!
Sublime!

Beijinhos

claudia,  10:42 AM  

isso é meio louco, não é não?

rs

beijo

Anônimo,  11:54 AM  

Paz de espírito: um dos meus maiores objetivos!
Ricardo, vc é um arquiteto nas palavras, parabéns sempre!!!
Te espero no meu blog... Bjos!

Afrodite® 3:01 PM  

paz de espírito... estou precisando de toda q qualquer paz meu amigo... vc escreve divinamente bem... é covardia participar contigo de um concurso de poesias. risos...
adoro-te.
atualizei.
;)

Ingrid Littmann 4:46 PM  

Concordo com a Claudia, isso é meio louco ou seria paz de espirito como mencionou Afrodite...


beijos

Márcia(clarinha) 10:56 PM  

Necessitamos dessa paz não só no espírito mas no mundo que anda sem razão...
Belas palavras, como sempre
beijossssssssssss

Urban 8:28 AM  

oi Ricardo, obrigado pelas visitas lá.
Isto aqui me pareceu um delírio. Um êxtase. Muito bom mesmo!
bj

Anônimo,  8:42 AM  

Excelente essa foto.

Visite também o meu cantinho de poemas: www.oparaisonaoeaqui.blogspot.com
e cantinho de textos :
www.deixameveraminhaagenda.blogspot.com

cantabile 2:09 PM  

Que bom que seus delírios lhe trazem a razão. E melhor, em paz!
beijos , muitos beijos novamente.

Saramar 5:21 PM  

O poema é de esperança...
Eu gosto muito, qundo alguém fala de esperança, mesmo com palavras tão fortes.
Que a esperança seja forte, vívida como seu poema.

beijos
P.S. o blog está lindo!

Anônimo,  9:31 AM  

bom demais
=)
bj

Guilherme Roesler 9:42 AM  

Rayol,

como sempre belo.
Eu já disse, e se não o fiz, digo agora: vai ser famoso.

Abraços, Guilherme

Jéssica 8:08 PM  

Ter o espírito em paz, o interior sereno e tranquilo, haja o que houver. Penso q é o q todos almejam.
Agradeço a Deus todos os dias, pois apesar das lutas, estou em paz com as pessoas de minhas relações, real e virtual, comigo mesma e principalmente com Deus. Isto é dádiva e não tem preço.
Lindo texto, forte mas lindo... beijo*.*

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics