sexta-feira, abril 18, 2008

Outono


Em medidos passos,
de muda contemplação, suspiro,
pela altiva moça,
[que] aos olhos loucos do artista,
seus finos traços pincelados.

Ao largo, a procissão,
de incólumes penitentes.

Cruzo o caminho do andor,
reverencio-o contrito,
na mesma praça,
onde compro os favores
das santas.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics