quinta-feira, maio 31, 2007

A cor escrita


sintético em assimetria
aos merecidos venero
discordo de idolatrias
me rendo às tentações
mundanas
minhas letras em chamas
marcam meus passos
versos recobrem-me
qual mortalha
meada desatinada
o fio do caminho
fraseio em disparada

do tempo não tenho pulso
grosso e curto
em que me situo.


Prestigem o Pseudo-Poemas e o Cantábile. Em ambos estão os textos proibidos pela bíblia e que não posso publicar aqui.

Divulgando: O Lino Resende está convocando para uma blogagem coletiva no dia 05/06. Maiores informações aqui.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics