sábado, junho 21, 2008

Procissão


Indeciso, assisto a marcha,
as milhares almas penadas,
em silente arrasto, grilhões gementes,
rostos retorcidos,
esgares insanos, agônicas bocas,
mortas.

Decidido, entrego-lhes o único copo,
da doce água que tenho.


Por condições atmosféricas de temperatura e pressão fiquei fora do ar. Volto aos poucos e peço a compreensão.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics