sábado, agosto 02, 2008

Partida

O agudo silvo do apito anunciou a partida. Na plataforma os últimos enfermos são amparados em seu embarque. Estranhamente não há despedidas. Apenas alguns sãos, com suaves sorrisos. Não há choros, lágrimas ou risos. Não há atrasados em louca disparada. O choque e a dor, companheiras das súbitas partidas, estão lá, impávidas, inclementes. O lento iniciar da viagem é ainda desconexo. Não desperta aqueles que dormem. Fecham-se as portas. Encerra-se uma estada, breve, mas jamais passageira.

Uma multidão encaminha-se, inexorável, à estação. Sem aflições, apenas incertezas. Ouço o sino dobrar, marcante, definitivo. Por todos nós.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics