quarta-feira, julho 25, 2012

Ex-critor


Sua pena era apenas uma extensão do devaneio,
que relutante, a duras penas, desfiara, 
em traços ininterruptos, 
sua quimérica história. 

Afogado em princípios,
entregara-se, com paixão, 
agora, idiotizado, sofria sua ausência.

Onde estaria você, inspiração?

Desconheço a autoria da imagem.

4 leram:

adaobraga 9:17 PM  

a inspiração, "ins PIROU" e se foi!

Gata sem dono 12:15 AM  

A ausência da tal Inspiração lhe serviu de inspiração para compor o seu poema. Portanto, não lhe faz falta, afinal você se basta, sempre se bastou. ;)

Cármen Neves 2:10 PM  

Procuravas a inspiração?Pois ela estava presente,quando escrevias( digitavas) estes profundos versoso!Parabéns!

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics