quarta-feira, junho 24, 2009

Pureza


O ódio é puro. Não tem pudicícia, nem interesse. É único. Focal. Não há ambiguidade. A faca cravada no coração do amante resvala. Ao odiar, o inimigo é atacado com fúria insana. Até a morte.

O ódio é uma arte. Não há a dissimulação do amor.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics