terça-feira, janeiro 27, 2009

Sinais


Troam os trovões,
nos céus límpidos,
marulham as ondas,
nos plácidos mares,
uivam os ventos,
nas imóveis copas.

Lanço mão das amarras,
livro-me das âncoras,
a vela é meu leme,
sigo para a tempestade.

O mar, meu último refúgio.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics