terça-feira, janeiro 20, 2009

Ruptura


Vejo-a ainda, altiva,
à beira da estrada,
o brilho em seus olhos,
esmaecendo.

Restam-nos apenas o engulho,
da despedida amarga,
faca cega cravada,
em nossos peitos.

Não haverão flores,
o cheiro ácido de lençóis amarfanhados,
o dia seguinte, a ânsia,
não haverá nada.

1 leram:

simples.liz 12:41 AM  

sem flores...sem brilhos nos olhos.
restou apenas.
o medo..no dia seguinte restou apenas o medo cruel intenso,
pergunte a ela um dia se puder..se a despedida é amarga apenas..se doi tão pouco, como uma faca em seu peito.

Ricardo .. para voce um beijo doce , totalmente envolvente. como aqueles que ficam na lembrança.. de quem amou intensamente, mesmo sabendo que nao existiria amanhã, apenas a ansia.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics