terça-feira, dezembro 09, 2008

Remorso


Foram as certezas,
em dúvidas desfeitas,
pelo sopro de vento,
úmido, salgado,
tal lágrimas vertidas.

Sim, esmolo esperanças,
forçadas, vãs,
alimento da alma ferida,
levado à boca,
em louco afã.

Busco a redenção, o perdão, o castigo,
vejo-me morto,
em seus braços.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics