quinta-feira, dezembro 04, 2008

Apelo


Maldita, largue-me!
deixe o lodo me recobrir,
sufocar,
creia, é a saída, ainda honrosa.

Estou, sim, cego,
cego ficarei,
só.

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics