sexta-feira, novembro 28, 2008

Divulgando

A Taís Morais está lançando seu novo livro em Brasília: "Sem Vestígios - revelações de um agente secreto da ditadura militar brasileira ", um lançamento da Geração Editorial.

Maiores informações AQUI.

Read more...

quarta-feira, novembro 26, 2008

Ajuda humanitária

Somente aqueles que caminham no vale da morte sabem o valor que uma gota de água fresca e um naco de comida podem ter.



Ajudem seus irmãos catarinenses, mesmo que vocês não os conheçam. Estou fazendo a minha parte. Faça a sua. Procure a defesa civil de sua cidade e pergunte como ajudar. Não esqueçam que nem todas as cidades possuem um esquema de encaminhamento de donativos. Se criarem um local de arrecadação, organizem a separação das peças doadas por tipo e tamanho. Esse é o grande gargalo que qualquer esforço deste tipo encontra. Acondicionem em caixas de papelão, mais fáceis de empilhar. Se conseguirem bastante donativos mas não tiverem como transportar, não sintam-se intimidados, procurem uma transportadora e peçam para que ajudem a levar até onde exista um centro melhor estruturado. Se o dono da transportadora se negar envie um singelo e-mail para o jornal local enaltecendo o descaso do empresário e publiquem no seu blog. Ou então deposite sua contribuição humanitária nas contas abertas no BESC (conta corrente 80.000-0, agência 068-0) e Banco do Brasil (agência 3582-3, conta corrente 80.000-7).

Read more...

sexta-feira, novembro 14, 2008

Plágio II

O elo mais fraco aprisiona a mais poderosa corrente em sua mediocridade.


Queria eu poder dizer mais. Minha limitação e cegueira torna tudo mais difícil. Vivencio certas mudanças mundanas. O que me faz lembrar que sou um eterno devedor. Não só com aqueles que me visitam, mas com os injustiçados. Dois casos me exasperaram. O primeiro envolvendo plágio puro e simples. Não consigo compreender como alguém, de livre e espontÂnea vontade, ousa em copiar o trabalho de alguém sem dar os devidos créditos. O outro caso é ainda mais bizarro. A acusação leviana contra uma pessoa que em nenhum momento se furtou a dar os devidos créditos ao que copiou.

Read more...

quinta-feira, novembro 06, 2008

A arte se encontra na Bienal de São Paulo

Mais uma Bienal de São Paulo. Um líbelo a arte contemporânea "muderna". Como bastião inexpugnável de trabalhos vanguardistas e "pra frentex", este evento se tornou o símbolo do simbolismo abstrato simbolicamente representado por simbolistas de todas as etnias, cores, preferências sexuais, tendências, matizes, texturas e outros adjetivos. Nunca fui muito ligado em arte. Sempre achei que arte era o que Rodin, Monet, Picasso e Miró produziam. Como sou um analfa cultural nunca entendi bem o que queriam dizer os artistas que apresentavam, por exemplo, uma parede de uns 8 metros de comprimento completamente branca com uma coisa branca no meio ou uma fonte jorrando chocolate ou, ainda, um monte de caixa de fitas k7 coladas.

Nesta edição vi, na telinha por que não sou besta de gastar meu suado salário nisso, um tobogã. Sim, um tobogã, e duplo. O sujeito sobe uma escadinha e desce deitado em alguma coisa hype. É "obra" de um artista sueco, que ao invés de apresentar uma filmografia pornô ou dildos estilosos, preferiu fazer o público pensar, "Mas que merda é essa de um tobogã no meio da bienal?"

Já que qualquer coisa é arte então aqui vai minha obra. Este objeto representa a ousadia e ênfase que eu, enquanto artista, enfatizo o processo de exteriorização do interior mundano, do ser humano, enquanto capitalista apostólico romano. Notem que os 4 pés representam o alicerce no qual toda a cultura ocidental se apoia, isto é, dinheiro, poder, mulheres fáceis e bebida à vontade. O círculo oblongo, no meio, é a caracterização da busca perpétua pelo caminho da luz tântrica hindu. A cor branca representa a pureza ainda não corrompida. E a etiqueta é a marca do fabricante.

Em tempo: O original foi publicado AQUI.

Read more...

terça-feira, novembro 04, 2008

Alerta importante

Plagiadores do meu Brasil, vão para a puta que os pariu.

Read more...

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics