segunda-feira, setembro 22, 2008

Naufrágio


Tombou rijo,
preso ao leme,
sua única morada.

Furioso e furibundo,
impotente,
diante da fúria imponente,
das águas, que o soçobraram.


Inspirado em poema de Vieira Calado.

Read more...

Encontro marcado

Esperara por anos aquele dia. Contara as horas e minutos. Imaginara como seria o encontro. Cada passo, cada gesto, cada palavra. Com esmero se preparou. No momento certo ouviu um silvo, agudo, ensurrecedor. O contato áspero da foice em seu pescoço não foi surpresa. Surpresa era a face da morte. Não a imaginara tão bonita.

Read more...

Estação

O cálido raiar do sol a aqueceu em seu leito desalinhado, as marcas do combate ainda vivas. O ar frio, repleto de pólen, encheu suas narinas. Um violento espirro a lembrou. Era primavera.

Read more...

segunda-feira, setembro 15, 2008

Branco


Eis o papel,
que a tudo aceita,
em sua espera inerte,
por letras imortais.

Quedo-me, tal tolo,
o olhar em branco,
vazia a fantasia.

Meu grito, impotente,
a pena pendente,
sem os traços firmes,
minha salvação.

Read more...

Blogagem Coletiva - Justiça para Flavia


Blogagem Colectiva para Flávia em 9/Set/2008


Como todos sabem tenho uma opinião toda especial em relação a memes e selos canhestros. Mas gosto muito de blogagens coletivas. A Odele, mãe de Flavia, que relata a vida de sua filha que está em coma (AQUI), convocou uma mobilização para hoje, dia 15/09. O caso está para ser julgado em Brasília. Considerando que nossos juízes são legais e liberam a maioria dos envolvidos com falcatruas e maracutaias, bem que nesse caso eles podiam ser justos e condenar os censurado que colocaram a menina em coma.

Participem.

Read more...

segunda-feira, setembro 08, 2008

Mar

No início era uma pequena e simples gota, perdida naquele oceano. Um pequeno abalo deu-lhe uma direção, deu-lhe força.

A tornou um tsunami.

Read more...

terça-feira, setembro 02, 2008

Traição


São intensos os olhares,
esgazeados, assustados, temerosos,
apenas o súbito espanto, o não acreditar,
é o que forja a fogo na lembrança,
quando a faca retorcida, retorce as entranhas.

Read more...

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics