terça-feira, julho 29, 2008


Sobre ti escrevo,
desenho letras, exponho angústias
serve-me de apoio, traça rumos, nortes.

Retidão é sua sina, não se desvia,
silenciosa desce os degraus,
no branco, ainda virgem.

És minha mestra, capataz,
a linha traçada, curta, no papel.

Read more...

quinta-feira, julho 24, 2008

Vala


Terra nua, fria,
recebe meu abraço,
o áspero toque do meu rosto,
torne cálido o repouso,
consuma minhas carnes, minhas entranhas,
roa-as,
deixe apenas ossos.

Read more...

quarta-feira, julho 23, 2008

(In)certeza


Brumas tão espessas,
debato-me insano, cego, morto,
ocasos, nasceres, chamas bloqueadas.

A cortina descerra-se, um átimo,
luz que aquece-me, bendita,
ressurreição.

Almas, corações, mentes, mãos,
únicos.

Read more...

terça-feira, julho 22, 2008

Mordaça


Em amordaçado silêncio,
recoberto pelas gotas ácidas da chuva,
derramadas do pranto profundo das nuvens negras.

Agonia e êxtase são companheiros,
de armas em riste,
lutaremos,
atolados no campo profano,
pelo cruento vento açoitados.

Dilaceram-nos os corações,
resta-nos apenas a dor,
das feridas incuráveis.

Read more...

segunda-feira, julho 21, 2008

Afiada


Vento gélido,
cortava minhas dores,
em finas fatias.


------------

Em tempo: Mais um episódio da saga dos mais famosos irmãos siameses da humanidade. Leiam AQUI.

Read more...

quarta-feira, julho 16, 2008

Sombras


Duro é o contato do metal
do leito que me acolhe,
na sarjeta em que me deito,
é fétido o poço que traga,
o regurgitar ácido, sanguinolento,
das estomacais pústulas supuradas.

São risadas que ouço,
o escárnio das putas, antes damas virtuosas,
é agora fel enjoativo, a antes saborosa bebida,
ferinas harpias me despedaçam.


-------------------------

Mais de 3 horas, sem parar, para fazer algo que eu já devia ter tido vergonha na cara e ter feito há muito tempo: Atualizar os links dos meus blogs. Agora as listas do "Jus Indignatus", do "A Cor da Letra" e do "Memórias Póstumas de um Puto Prestimoso" estão em dia. Nem todos estão aqui, pois alguns adicionei ao reader há pouco tempo e costumo acompanhar antes de incluir oficialmente. De qualquer forma me avisem se não ver seu link.

Os links do "Juarez, o Cabrito Montês", do "Em Verdade Vos Digo" e do "A Casseta do Cabral" não costumo mesmo atualizar, se quiserem incluir seus links lá, me escrevam.

Read more...

terça-feira, julho 15, 2008

A saga

Leiam AQUI o segundo episódio da saga dos irmãos siameses, a verdadeira históriade famosos blogueiros conhecidos.

Em tempo: Continuo ferrado no trabalho, sem tempo de visitar e comentar, mas como podem ver para escrever bobagem tenho tempo de sobra.

Read more...

segunda-feira, julho 07, 2008

Não há princesas a salvar nos castelos de areia.

Read more...

sábado, julho 05, 2008

Fio da navalha

Praticara arduamente, dia e noite. Estava preparado. Os frios olhos, agora assassinos, fixavam sua vítima. Ao sacar da faca não haveria mais volta. Pronto, feito. O sushi fora mais fácil que pensara.

Read more...

quarta-feira, julho 02, 2008

Notícias

Causa-me certo espanto a fuga da inspiração. Procuro-a, angustiado, em cada recanto de minhas memórias, na brisa marinha, nos restos carcomidos dos portos, nem sempre seguros. Tateio, então.


Em tempo: Hoje comecei a saga dos irmãos siameses Rayol, Tita Coelho, daviD, Mônika, Alcinéa e Hank (este último sem autorização ehehehe). Leiam o primeiro capítulo de Ascaris AQUI.

Read more...

  ©A Cor da Letra. Template e layout por layla

TOPO  

Clicky Web Analytics